Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sexo, cidade & margaritas

O dia a dia de uma rapariga que não tem sorte com o sexo oposto, mora perto da cidade e ama margaritas das boas

Sexo, cidade & margaritas

O dia a dia de uma rapariga que não tem sorte com o sexo oposto, mora perto da cidade e ama margaritas das boas

Dom | 24.04.22

2 anos depois lá entrei no clube

Pois é. Mais de dois anos depois, esta sexta testei positivo à Covid.

Nada de grave (graças a deus), garganta lixada e dores de cabeça e corpo.

O pior mesmo é estar sozinha. Eu sei que moro sozinha mas são 7 dias sozinha sem sair de casa, sem estar com alguém. Ninguém vem à porta ou à janela, não há miminhos nem videochamadas. Não há mensagens fofinhas ou comida caseira. Estar doente é uma merda mas digo-vos já que estar sozinha não é muito melhor.

O mundo lá fora continua a rodar (como sempre esteve) mas o meu mundo está parado cá dentro. Nem consigo imaginar as pessoas que na mesma situação que eu, ao início estiveram de estar isoladas até ter um teste negativo.

Eu tento ter cuidado mas realmente por muito pequenos que sejam, os nossos gestos podem mudar o dia de alguém e nem sabemos muito bem como.

A minha dica? Sejam o mais simpáticos que consigam para todos. E não estou a falar em falsidades mas sim em coisas básicas como bom dia, obrigada... vocês sabem não é?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.